Alfredo Roca, Argentino de Mendoza, Malbec safra de 2007.


Com 13,4% de graduação alcoólica este vinho têm sabor levemente madeirado, típico dos vinhos argentinos. É uma boa pedida para harmonizar com massas de molhos vermelhos. Fiz uma Lazagna e caiu muito bem. Comprado por R$ 26,00 no Hiperbom da praia da Armação em Florianópolis.


Os 200 mil hectolitros que separam os gauleses dos transalpinos dão uma vitória precária aos primeiros, num mercado cada vez mais competitivo.

As últimas previsões para 2009 voltam a colocar a França no lugar cimeiro da produção mundial de vinho que tinha perdido para a Itália em 2008. Os 45,7 milhões de hectolitros estimados para a produção francesa de 2009 pela OIV, organização internacional de referência no âmbito da vinha e do vinho, com base nos dados disponíveis em Outubro, não permitem aos produtores gauleses uma vitória folgada sobre os 45,5 milhões de hectolitros de Itália, mas chegam para repor um pouco do orgulho ferido um ano antes, quando os concorrentes transalpinos os destronaram da sua tradicional liderança.

Fonte: Sapo
Charles de Monteney. Bourdeaux corte de uvas escuras européias. 12,5% de álcool. Appellation Bordeaux Contrôlée.

Buquê suave, levemente ácido e excelente para carnes vermelhas, foi apreciado com um Estrogonofe. Uma ótima safra segundo especialistas; a maioria dos vinhos de qualidade franceses da safra de 2006 podem ser comprados de olhos fechados. Comprado no Angeloni do Centro, em Florianópolis-SC, R$ 18.60 a garrafa.

Vinho Australiano, uva Shiraz envelhecida em carvalho 16 meses. Saltram of Barosa - Mamre Brook. Mistura de Carvalhos Norte Americanos e Franceses. Uva cultivada na região Sul da Austrália, próximo a Angaston em Barossa na vinícula Mamre Brook.


Já na abertura da garrafa visualiza-se na rolha a tonalidade escura e forte do vinho. Ao ser colocado na taça e movimentado levemente o buquê do Shiraz e carvalho se apresentam juntamente com o forte teor alcoólico de15%. Ao ser degustado no céu da boca o carvalho se acentua notadamente. A adstringência é percebida logo em seguida quando levo o vinho à parte superior frontal das gengivas - entre os dentes e os lábios. Mas é uma adstringência controlada: pouco ácida. Posteriormente em novos goles as frutas vermelhas se acentuam e o carvalho permanece como pano de fundo.

Imagino ser uma ótima combinação para carnes vermelhas marmorizadas. Hoje vou preparar uma picanha em homenagem à Fernanda, ao Dave e Dona Bete que me presentearam com este excelente vinho australiano. E ainda ganhei uma “frasqueira” para carregar vinho! Obrigado! Esperamos eu e a Ká visitá-los em breve, mas sei que antes disso vocês virão para nosso casamento! Obrigado de novo, Feliz Ano Novo! Nos vemos em Junho!
Um vinho composto de uvas moscatel e semillon. Perfeito para acompanhar moqueca de lulas e camarão, como feito ontem. Vinho muito refrescante, equilibrado e pouco Ácido. Comprado no Imperatriz do Beira-Mar por R$ 14.50. Saúde.








Enviado pelo Pessetti.
Valeu amigo!