Bem vindos ao Jacques' Wein-Depot. Uma adega interessante, grande variedade e estoque, diversos vinhos abertos para degustação, inclusive com queijos de modo que o comprador possa experimentar alguma harmonização. Imagino este é um grande exemplo para quem tem ou deseja abrir uma Adega no Brasil; não é necessário sofisticar as lojas, assustar os iniciantes e principalmente cobrar caro por bons vinhos.

Um ponto muito interessante é que os vinhos Chilenos são caros na Europa, muito por conta da alíquota de importação aplicada a produtos do Novo Mundo e alguma coisa por conta do frete e escala... Isso meu amigo francês Guillaume Baldy já me dizia e pude atestar em algumas lojas na Alemanha. Agora quanto a vinhos Brasileiros, não ví nenhum, nem propaganda...






Estes eram os vinhos com desconto, todos até 20,00 Euros. Alguns cheguei a degustar. Muita variedade, quem passar pela Alemanha pode conferir o Jacques' Wein-Depot.

Os Alemães realmente gostam de vinhos Roses e Brancos, aliás os bons vinhos Alemães são brancos. E dica para os iniciantes; nada de garrafinhas AZUIS.



O vinho à esquerda, La Luna e I Falo já comentei aqui na Bebideria, muito bom, segue o link >>



Já haviam me pedido para comentar o design de rótulos de vinhos interessantes. Bem, o design do rótulo não é significativo à qualidade do vinho, ao contrário, já bebi alguns vinhos com rótulos bem feios mas extremamente bons! Mas como pediram, não pude deixar de fotografar este. Infelizmente eu não tinha muito espaço na mala, mas fotografei este assim mesmo.


Quanto ao design; achei interessante o motivo floral, muito em voga atualmente nas releituras do Art Nouveau, assim como as combinações de cores sóbrias do rótulo e dos motivos florais. O que chamou a atenção no layout é a "explosão" das flores e adornos que saem do centro do rótulo onde se encontra a marca e denominação de origem do vinho. Show de bola, nota dez.




Jacques´ Wein-Depot em Gauting na Alemanha:

Adegas incríveis vemos todos os dias, mas esta dentro da cozinha foi demais. Lembra muito mais um silo de abrigo nuclear. 





Malbec, safra 2007. Argentino, 14,5% de teor alcoolico. Meu amigo André Manara trouxe para degustarmos...





Muito bom! Fundo de madeira mas sem eliminar a uva. Muito alcool mas sem traços no buque e corpo de fundo. No Angeloni Capoeiras por R$ 26,00.

Indico para um combate de nível!


- Posted using BlogPress from my iPhone

Corte Shiraz Carbenet, safra 2008. Argentino da região de Valle de Tulum, San Juan. 14% de teor alcoolico.




Vinho muito adstringente, ideal para carnes vermelhas fortes.

- Posted using BlogPress from my iPhone

Corte Merlot Carbenet, 14% de graduação alcoolica. Safra 2008.




Degustado no aniversário do Tio Deco. Ótimo para acompanhar um almoço mais pesado. Servido após o Merlot da mesma casa. Que ficou depreciado pelo sabor deste corte Merlot Carbenet.

- Posted using BlogPress from my iPhone