Gris, Cabernet Sauvignon, 2010

No calorão que anda fazendo em Brasília, nada melhor que um rose para refrescar. Ainda estou caminhando pelos brancos e roses, por isso tive poucas experiências com eles, mas todas muito boas e agradáveis. Que venham mais!

O rose Gris Cabernet Sauvignon 2010, da bodega Cousiño Macul, ainda é residual de nossa viagem para Chile em abril deste ano. Lá, tivemos a oportunidade de degustá-lo na cave subterrânea e posso dizer que as sensações daquele momento retornaram neste final semana, após "detonarmos" esta ampola.


Antes do almoço de domingo, abrimos esta garrafa para ir degustando com  uma boa conversa e alguns tomates-cereja da salada, heheheh. De cor damasco, puxando para o cobre, este vinho possui no copo aromas de frutas tropicais maduras recém colhidas, adocicado indo para o damasco e pêra.


Na boca, mostra-se levemente frisante, com acidez levemente alta, mas adocicado e leve. O teor de alcool é de 13º mas muito equilibrado e pouco residual. O damasco e leves toques de pêra aparecem com mais vigor. Interessante que foi produzido com uvas Cabernet Sauvignon. Para mim, só perdeu um pouco por conta da acidez. De resto, excelente.

Vale a experiência.

Em pesquisa pela internet só consegui localizar venda deste rótulo no Empório Mercantil, em SP, por R$ 37,50.

Boa semana e bons vinhos!!
.