Portugal antecipa qualidade apesar de menor produção

As principais Comissões Vitivinícolas Regionais (CVR) esperam um ano de muita qualidade no vinho, apesar do clima e das doenças terem causado uma redução muito elevada na produção.No Alentejo, a produção de vinho deve sofrer este ano uma diminuição devido à instabilidade climática, que permitiu o desenvolvimento de míldio, mas sem prejudicar a qualidade final, afirmou a presidente da CVR do Alentejo.
 

Em declarações à Agência Lusa, em um período que está para cessar as colheitas, Dora Simões disse desconhecer, ainda, o valor da diminuição, mas assegurou que "não é um decréscimo que afete negativamente a região". O decréscimo previsto, explicou, resulta da instabilidade climática que se registou em todo o país, com períodos de calor e precipitação, o que contribuiu para o desenvolvimento de míldio, permitindo que alguns cachos secassem, diminuindo a concentração de cachos por videira.

.