Miolo, Lote 43, 2008

Continuando a experiência com os nacionais, desta vez apostei em um ícone. Premiado vinho brasileiro, o Miolo Lote 43 foi escolhido em um momento oportuno: férias, ótimas companhias e excelente restaurante.


Este rótulo é uma homenagem ao italiano Giuseppe Miolo, patriarca da família e leva o nome da terra recebida pelo imigrante na época.É elaborado sob o conceito do cru, que se refere a área de denominação de origem controlada, utilizado para o cultivo desta preciosidade.

Excepcional corte de Merlot e Cabernet Sauvignon, no copo é um vinho liquoso, de cor vermelho púrpura intensa. No nariz, um vinho retilíneo e equilibrado, com notas de carvalho queimado e côco. Porém, todos na mesa acharam-no com o alcool em excesso. Deixamos respirar mais um pouco.


Na boca, muito correto, de pouca densidade e retrogosto curto para médio. Percebe-se a madeira com mais intensidade, lembrando alguns bordeaux, notas de banana e côco queimado. Apresenta características que nos permitem dizer que ele suporta mais alguns anos de garrafa sem problemas.

Um vinho justo ao que se propõe, porém no mesmo patamar de outros nacionais degustados, como o Antonio Dias Tannat.

Na loja Miolo, 06 unidades saem a R$ 510,00.
Na Meu Vinho, encontra-se a unidade por R$ 87,50.

É possível, facilmente pela internet, localizar outros fornecedores, com preços variados.

Valeu a experiência. Para nós, saiu por R$ 115,00 no restaurante. Justo quando comparado ao preço ofertado em sites, mas na minha opinião, acima do que entendo que valha.

Boa semana e bons vinhos.
.