Pinot Noir robusto, pode?





Mais uma tentativa de desvendar vinhos Pinot Noir... E os leitores que acompanham nosso debate sabem que as opiniões tradicionalmente divergem, por isso selecionei um Casillero del Diablo para verificar se o envelhecimento tradicionalmente usado nesta "série" da Concha y Toro traria alguma novidade...




O resultado a meu ver foi a suavidade do Pinot Noir com a puxada de madeira, mas diferentemente do que imaginei a madeira conferiu poucos, insignificantes notas. Quanto a toda exuberância que o rótulo apresenta, discordo. É vinho redondo, amanteigado mas sem nobreza ou personalidade suficiente, um vinho de mesa de R$ 34,00 reais.

E vocês, o que têm provado de Pinot Noirs?

- Posted using BlogPress from my iPhone

4 comentários:

Anônimo disse...

Não é que ele seja robusto, é que não é Pinot Noir! Pinot Noir é na Borgonha. Fora de lá, alguns se aproximam, como aqueles da Nova Zelândia e Estados Unidos. Pinot Noir chileno pode ser tudo, menos Pinot Noir. Tem alguns até melhores, como os Leyda. Mas Casillero, é um suco de uva com madeira.
Forte Abraço!
Leonel Amaral (RJ)

Rafael Londrina pr disse...

boa Leonel!

Rafael Londrina pr disse...

boa Leonel!

Gustavo Jota disse...

Realmente Leonel, o Leyda me impressionou, e o Casillero foi um vexame.