Hoje a praia deveria estar bombando. Todo mundo correndo para tirar a cor de vela da pele. Mas depois de minha corrida fui abrir uma Darguner Pilsener, ideal para a temperatura ao redor de 25oC.

Esta Alemã é bem leve, porém incorpada, seca e refrescante. O lúpulo é leve, e o malte ressai sobre tudo. 5% TA. R$ 2,10 em Floripa.

- Posted using BlogPress from my iPhone



Parabéns a equipe da Cerveja Colorado. Pois como no Futebol, os Ingleses inventaram a receita mas os Brasileiros aprimoraram. E é esta minha impressão da Indica, uma receita Indian Pale Ale mas que o pessoal de Ribeirão Preto aprimorou.

O resultado: Lúpulo marcante no buque, levemente adocicada mas ainda com taninos presentes e azedo pronunciado - o que evita o "enjôo" das muito doces. A cor caramelada escura é bem presente, e é levemente aveludada.

Aqui em Floripa por R$ 13 a garrafa de 310ml. Vale a degustação.

- Posted using BlogPress from my iPhone



É o mês da Cerveja!
"Um baril de chopp, ê boco bra nois, dôs baril de chopp, ê boco bra nois..."

E seguindo a tradição de Santa Catarina, abrimos os trabalhos com uma Irish Red da Murphy's, para preparar uma costela de porco e frango assado, mas enquanto isso uma Weissbier da Bohemia e completando uma Ilex com Mate da Dadobier aqui do Sul.


A Irish Red é velha conhecida, adocicada, levemente escura e com toques de madeira. Em contraposição a brasileira Bohemia é bem posicionada na leveza e com a fruta que aparece nesta cerveja. Já a Ilex com Mate é um pouco adocicada demais, mas com tom turvo claro e leve toque de Mate que refresca.

Prosit!

- Posted using BlogPress from my iPhone



Extrapolando na fabricação de cerveja novamente, agora usaremos um Barril de Carvalho que repousa Whisky para fermentar uma Belgium Blond Ale.

A primeira experiência foi com Barril que repousava Cachaça de Luis Alves (aqui de Santa Catarina), e resultou em uma cerveja encorpada e com paladar e buque diferenciados. Vamos ver o que nos espera com o Whisky!


- Posted using BlogPress from my iPhone


Caros, sempre apresentamos reviews de vinhos, cervejas e similares. Hoje porém vou abrir um
 capítulo à parte, outro hobby que acompanha a Bebideria em praticamente todos os locais: a fotografia. Apresento aqui a máquina que vejo como ideal para sair à campo, resistente à água e poeira, e com excelente qualidade de imagem e sensor com ISO 100 até 55 mil. Ou seja, ela te ajuda até em condições de péssima luminosidade.

Minha opção é a Pentax K-50, sendo as K-30 e K-5 IIs ótimas opções de máquina de campo. E vocês, qual o equipamento que lhes acompanha?