Respingo ao servir o vinho

 

Uma das coisas mais chatas que existe ao servir um vinho, é deixar cair gotas do mesmo na toalha. Se a toalha for sua, “vá lá né?”, se for do cunhado, azar o dele, agora se for na casa dos outros…. Aí fica chato. E isso acontecerá invariavelmente, se não tomarmos o cuidado necessário.

E pior, quando não respinga, escorre pela garrafa e deixa aquela marca arredondada na mesa.

Já inventaram um artefato que se chama corta-gotas. Nada mais é, do que uma fina lâmina de alumínio, que colocamos no gargalo da garrafa ao servir o vinho.

É muito prático, elegante e chique. Obviamente não é tão barato assim e só se justifica em eventos festivos.

Existe também um anel metálico, que encaixa no gargalo até a parte mais alta da garrafa, que tem o mesmo papel.

No entanto, há outras maneiras de contornar o problema sem gastar nada.

A mais fácil e ainda elegante, é servir o vinho com um guardanapo apoiado no gargalo. Após servir cada taça, você enxuga as gotas que escorrem. Os restaurantes fazem isso como regra, pois além das toalhas, ele tomam cuidado para não estragar as roupas dos clientes. Associado a isso, utilize um porta copos grande, aonde for colocar a garrafa entre o serviço do vinho.

Mesmo ao servir com decanter, a dica do guardanapo é infalível, enquanto que as técnicas dos corta-gotas não se prestam para isso.

Outra maneira, essa nada elegante e fina, porém extremamente eficaz, é abrir um guardanapo de papel, enrolá-lo, de maneira que se transforme em um “rolinho” e passar em volta da garrafa, dando um nó com o próprio guardanapo. O aspecto é bem “gambiárrico”, mas funciona perfeitamente.

Agora, se você está na casa dos outros e observa que nada disso será possível, deixe que alguém faça a sujeira, que não você.


Fonte: Alagoas 24
.