Toda a história da Stallhagen Historic Beer 1842



Em 2010 Suecos e Finlandeses resgataram 70 garrafas de champagne, e no meio destas algumas de cerveja que têm mais de 170 anos... Acompanhem os bastidores, vídeos e fotos desta aventura.

Tudo começou no projeto de salvar a mais antiga e famosa champagne de um navio naufragado em um velho navio próximo a Föglö lá na Finlândia... As garrafas estavam conservadas em uma profundidade estimada de 50 metros e foram içadas com sucesso. Porém ao meio das garrafas de champagne foram descobertas garrafas de menor tamanho, e no transporte uma delas quebrou. Pasmem, o líquido era nada mais que cerveja! Acompanhem o vídeo do resgate...


Segundo os estudiosos pode ser uma das cervejas mais antigas, e preservadas que se tem notícia. E o mistério de preservação por todo este tempo é bem simples: a escuridão e baixa temperatura auxiliaram na preservação da bebida, e a pressão interna das garrafas evitou através das rolhas que a água salgada entrasse nas garrafas. Misto de filme do Indiana Jones com documentário do Jacques Costeau.


Agora o bom mesmo é que as champagnes podem valer centenas de milhares de dólares, mas naquele momento não se sabia o valor das cervejas. Bem, quando a garrafa quebrou, coletaram amostas, e obviamente que um esforço científico trouxe de volta a receita da cerveja de 170 anos! Cientistas da VTT da Finlândia, em parceria com a cervejaria Stallhagen e a Universidade de Leuven na Bélgica nos trouxeram a vida esta preciosidade.



A cerveja final é a Stallhagen Historic Beer 1842. E como toda boa tradicional Belga, usa levadura selvagem, só que coletada das amostras das garrafas de 170 anos. Segundo os especialistas a cerveja traz o típico amargor das belgas, e tem traços de amêndoas, cravos e rosas.

Onde encontrar estas preciosidades? Bem, apenas os sortudos poderão encontrar 1.999 garrafas a venda nos cruzeiros da Viking Line por módicos € 113,50 cada. Corram, cliquem aqui e comprem agora.

Já a garrafa número Um será leiloada no Facebook... Fiquem de olho!


Fontes: Stockholm News, O Globo, Agência Reuters e Cervejaria Stallhagen.


.