Chegou em casa, não tem tempo ir no supermercado e selecionar produtos para preparar aquela bela e elaborada janta? Se prepare, compre apenas o básico que ao tudo indica hoje é dia de Hambúrguer!



Misture 400g de Contra Filé, ou Patinho moído, com 1/4 de cebola picadinha, 1 ovo, cheiro verde, sal a gosto, um pouco de azeite e 1 colher de farinha de rosca em uma vasilha de inox... Misture tudo com as mãos mas sem amassar demais, senão o bife vira uma borracha depois.


Logo após, modele 4 unidades de hambúrguer (bifes altos) e cobra com mais um pouco de cebola ou outro tempero. Aqui adicionei cebola picada e ketchup apimentado, mas um molho barbecue cai muito bem. Aqueça o forno em "alto" por uns 10 minutos para estabilizar a temperatura...


Coloque em forma untada os bifes e coloque no forno com chama alta. A fome nesta altura deve estar desesperadora... Deixe uns 20 minutos, ou menos para ficar com o interior mal passado e monte o hambúrguer com os acompanhamentos de tua preferência - ovo, queijo, salada, picles...


Aqui selecionamos um Malbec Argentino de mesa, o Benjamin safra 2013, devido a sua "pancada" e adstringência, o que tornaria tudo mais harmonioso. Interessante que o Benjamin se saiu bem, pois no ano passado (2014) provei diversos Argentinos de mesa que tinham um fundo artificial, inclusive na cor extremamente purpura.

Infelizmente a fome estava tão grande que não consegui fotografar os hambúrguers montados! Saúde! 

A Santa Adega ministrará cursos de sommelier em Florianópolis com o internacional Eduardo Machado Araujo, ao longo deste ano. Um colaborador da Bebideria já conferiu um destes cursos e o indica devido ao clima e conhecimento compartilhado, fora os preço é muito convidativo e os horários excelentes - das 19:00 às 23:00. A adega é logo ali, fica no Santa Mônica na Rua Joe Collaço, 163.

É necessário realizar a reserva antecipadamente, assim como o depósito de 50% do valor. Reservas pelo telefone: (48) 3233-1296 ou e-mail em contato@santaadega.com.br.


Agenda dos Cursos de 2015:

26/02 - Curso Básico de Degustação de Vinhos - R$ 120,00  (ESGOTADO) 

12/03 - Curso Intermediário de Degustação de Vinhos - Terroirs do Brasil - R$ 150,00

26/03 - Curso Básico de Degustação de Vinhos - R$ 120,00

28/04 - Curso Básico de Degustação de Vinhos - R$ 120,00

12/05 - Curso Intermediário de Degustação de Vinhos - Chile - R$ 190,00

28/05 - Curso Básico de Degustação de Vinhos - R$ 120,00





Nos, apreciadores de bebidas estamos passando por um inferno astral. Já não bastasse a elevação de 5% nos impostos sobre as cervejas no ano passado, e que entram em vigor agora dia 1o de Maio, temos agora um estudo (que sempre se tornam reais) sobre mais impostos sobre o vinho, whisky e vodka. Já não bastasse a escalada do dólar que impactará na gôndola quando no giro dos estoques, temos a fome de arrecadação deste governo para sanar sua improbidade econômica...



Ocorre que a mão do Governo Federal não para por aí, estudam ainda tributar as empresas multinacionais aqui no Brasil para arrecadar mais impostos, antes do envio de lucro ao exterior, assim elas pagariam impostos aqui e não lá... Isso deve de algum modo afetar mais ainda o preço de bebidas e alimentos...


Resta a nos mortais bater panelas. Nossa chapa está quente há muito tempo com esta carga de impostos altíssima, produtos de toda ordem caros, combustível irreal e agora com dólar nas alturas. Realmente vale pensar em esquentar a panela desta administração. Me parece que dia 12 de Abril vai ter mais manifestações... Será que dá em alguma coisa?


Tais naquela fome e ainda assim com pouca vontade de se dedicar à cozinha? Dica: prepare uma omelete ligeira que cai muito bem com um vinho ou cerveja.

Em prato fundo misture o salaminho, ovos, queijo de colono, exceto os tomates que devem ser reservados para depois, adicione duas pitadas de sal-alho e misture bem (com garfo). Aqueça uma frigideira média (tamanho de um prato) com um pouco de azeite em fogo baixo. Depois coloque tudo na frigideira, aguarde alguns instantes até começar a cozer, só então adicione os tomates.

Cubra a frigideira com uma tampa e deixe ir cozendo, quando tudo ficar quase sequinho (para não ficar cru) desligue, e caso não tenha planejado qual bebida, é hora. 


Coloque a omelete ligeirinha em prato raso, finalize com adicione pimenta do reino, ou mix de pimentas ou mesmo cebolinha e divirta-se... Aqui para acompanhar a rapidez selecionei uma cerveja Therezópolis Ebemholz puro malte, tipo Dunkel que é meio adocicada mas traz amargor bem contrololado de lúpulo no final. Com espuma leve mas bem cremosa e de cor creme, deu um toque de contraste com a omelete bem leve.


INGREDIENTES:
- Salaminho, três fatias cortadas em cubos minusculos;
- Ovos, dois;
- Queijo de colono (algumas fatias em cubinhos);
- Tomate cereja, uma porção
- Mix de Pimentas
- Tempero Sal e Alho
- Cerveja ou vinho na taça para acompanhar!

Se você sempre fica em dúvida sobre vinhos Nacionais é melhor você ler esta matéria e baixar ao final um Guia com os vinhos Nacionais mais bem avaliados do ano passado.

Em Setembro passado foi realizada a 22a Prova de Vinhos Brasileiros em Bento Gonçalves. Lá estudantes de enologia e diversos convidados famosos degustaram os melhores vinhos Nacionais e apontaram os 16 vencedores da rodada. Este é um importante evento para o mercado interno e externo pois dá visibilidade aos nossos produtores.



O evento é antigo, foi inaugurado por amigos realizando degustação às cegas, e hoje anualmente "experimenta" o melhor da produção nacional. Apenas senti falta de um índice geral de preços, ou mesmo preços sugeridos, pois tenho notado que os bons tintos Nacionais têm preço bem acima da média Chilena e Argentina.




Mais informações sobre o evento: 

  • Total de amostras: 290
  • Quantidade de Vinícolas: 58
  • Degustadores Oficiais: 120 enólogos
  • Apreciadores: 850 Brasileiros, e 10 países (Argentina, Brasil, Chile, Egito, Espanha, França, Inglaterra, Itália, Portugal e Uruguai)
  • Amostras degustadas: 16
  • Garrafas servidas: 1.440 (90 de cada)

Fotos, divulgação (ABE): Jeferson Soldi
Link para o folder com resultado completo de todos os vinhos, clique aqui...

Foto: BBC News

Não está fácil para ninguém. Lá na Russia a crise está tão aguda, e a desvalorização do Rublo tão grande, que Putin mandou cortar o preço da Vodka pela metade! Sim, pois deste modo o povo fica bem alegre e entre uma ressaca e outra esquece de reclamar da economia.

Ocorre que aqui, a desvalorização do Real também está em estágio avançado, e para deixar tudo mais difícil (obviamente) nossa querida "Lida" Dilma, que compartilha da ideologia centralizadora comunista soviética, deu uma guinada oposta à política da Vodka pela Metade de Putin... E subiu os impostos sobre a cerveja!

Foto: Mussum Sinceris /Facebook

Hoje o governo acumula 56% de impostos em uma lata de cerveja, mas agora - O Império Contra Ataca - acrescentará PIS/PASEP de 2,32%, COFINS de 10,68% e IPI de 6%. Pouco? Não, pois com a escalada do dólar que impacta diretamente na matéria prima de boas cervejas ninguém sabe para onde vai o preço da cerveja. O que fazer? Talvez como exclamaria Mussum, "se a cerveja aumentar o pau vai quebrar", seja hora de ir para a rua e apoiar protestos e a onda de impeachment.

Segundo as notícias em Abril tem mais protestos, vamos?


Blumenau realmente se posiciona como a cidade mais turística de Santa Catarina. Exemplar na organização e execução de festas, sediará a 24a Edição da Stammtisch no próximo dia 2 de Maio.

O evento ocorrerá no Centro Histórico, especificamente na Rua XV de Novembro, e é uma vertente diferente de festa da cerveja. Aqui diversas barracas de amigos são montadas lado a lado e ocorre uma grande confraternização de comidas, bebidas e especialmente causos. Quem dera tivéssemos tempo para abrir uma Barraca da Bebideria - Tragos e Causos!

A organização estima mais de 200 barracas, onde os "veteranos" tem preferência, e novatos podem se inscrever entre 13 e 17 de Abril na Sol Feiras e Eventos, Rua Alberto Stein 199, sala 03, Bairro da Velha. Ano que vem estaremos lá!

Prosit!




Pensei em preparar um prato saboroso, forte e com ingredientes levando queijo, carne e champignons... Na corrida ao supermercado maquinei uma espécie de macarrão ao forno, levando muito do preparo de uma tradicional lasanha. Para acompanhar esta refeição encontrei um Syrah Harmonie, um ótimo vinho de mesa que cai bem com pratos mais pesados. Vamos ao preparo desta mistura de prato Italiano com vinho Francês.

Macarrão Fusille

Coloque para cozer uns 400g de macarrão Fusille... Mantenha em fogo médio até que fique "no ponto um pouco antes do ao dente"senão ele fica muito molenga no final. Em paralelo vamos ao molho bolonhesa.



Molho Bolognesa

Coza a carne moída até sair toda a água, tempere com alho-sal a gosto, e inclusive adicione ao final do cozimento 2 pitadas de açafrão da terra, azeite e coza mais um pouco. Quando secar bem adicione 1 lata pequena de extrato de tomate (nada de Pomarola ou similares), 1 lata de tomates pelados e depois 2 latas de água (medida do extrato pequeno de tomates). Coza o molho por mais uns 20 minutos adicionando azeite, e ao final 1 colher rasa de açúcar... Enquanto isso, vamos ao molho branco...


Molho Branco

Pique os cogumelos brancos, aqueça levemente 1 colher média de manteiga em panela pequena e funda e despeje-os. Tempere com três pitadas de sal, uma de Noz Moscada e polvilhe Pimenta do Reino. Cozinhe em fogo baixo até sair um pouco de água dos cogumelos e o cheiro sobressair. 

Adicione o Creme de Leite e esquente até iniciar fervura e reserve tão logo inicie a fervura, caso contrário desanda. É hora de começar a montar o prato, então ligue o forno em Alto.


Montagem e forno.

Tudo estará pronto ao desligar o molho bolonhesa, agora basta montar a forma e deixar mais uns 30 minutos. Em forma de lasanha (funda), unte com azeite e coloque presunto na base, em cima disso adicione duas camadas de macarrão, molho bolonhesa, molho branco e queijo prato ralado por cima de cada uma das camadas, sendo que na final pode adicionar um pouco de parmesão e muito pouco orégano para criar "aquele aroma". 





Aqui a montagem do prato antes de ir ao forno seus 30 minutos. O ponto? Basta ficar de olho no queijo derretido e aroma do orégano...


Macetes!!!

Caso o molho bolonhesa fique meio seco demais, com pouco caldo, adicione mais meio extrato de tomate (aquele do dia anterior), ou um pouco de vinho tinto e ferva mais um pouco. Caso prefira que o macarrão fique mais "branquinho" pode adicionar um pouco de leite no molho branco, que ficará mais aguado mas não tem problema - o prato deve ser bem molhado no final. Portanto crie o teu toque de modo a deixar tudo mais molhado do que seco!



Ingredientes:
  • 400g de macarrão Fusille três cores
  • 900g de carne moída (contra-filet /maminha)
  • 300g de queijo prato ralado
  • 50g de queijo parmesão ralado
  • 200g de creme de leite
  • 1 lata de extrato de tomate pequeno (uso sempre o Elefante 130g)
  • 1 lata de tomate pelado com suco
  • Azeite a gosto
  • Açafrão da Terra
  • Tempero Alho-Sal, Pimenta do Reino e Orégano a gosto

Aproveitando a Sexta-feira 13, trazemos uma inovação Italiana bem macabra: o uso do corpo pós-vida para alimentar uma árvore em crescimento. Bem, nos da Bebideria fomos além, ao melhor estilo Star Trek (que Spoke descance em paz), propomos é transformar nossos cadáveres em plantas que contribuam no processo de fabricação de bebidas!

Macabro? Talvez.
Factível? Muito.

Acompanhe o conceito Capsula Mundi e tire suas próprias conclusões, e no final compartilhe conosco em que planta se "transformaria".


No início pode até parecer cena do filme Cocoon, mas às avessas, ao invés de resgatar os Italianos pretendem é te enterrar mesmo, ao menos morto...

Pegue o corpo, coloque dentro de um invólucro no formato de ovo, e deixe o tempo agir para "transformar" todo o conteúdo biológico em alimento para uma árvore... Conceitualmente a ideia é boa, no entanto queria saber se Governos e Religiosos aceitarão esta aplicação funerária.


Este diagrama demonstra a simplicidade da coisa "Soylent Green". Morreu, encapsula o corpo, pois em teoria ela permite a transformação biológica sem danificar, depois coloque uma muda em cima e deixe o tempo atuar. E porque não? Viramos comida para micróbios, bactérias, vermes, insetos e tudo mais dentro do caixão. Um baita desperdício de matéria orgânica, não acham?


 De todo modo o resultado é interessante, muito verde e nada daquela cacalhada de lápides escaldando embaixo do Sol ou mofando sob a Chuva. Particularmente gostei do cemitério pós-moderno. No meu caso acho que seria um baita limoeiro: fruta ácida, mas que ao adicionar cachaça, açúcar e gelo cai bem.




Apresentação em galeria de arte... Conceitual? Pós Moderno? E você seria o que?

Capsula Mundi no Facebook... Clique aqui.
Capsula Mundi em seu Portal... Clique aqui.



Este vinho da uva merlot Pays D'OC, é um vinho de mesa muito equilibrado.

O Harmonie, de PIERRE & Rémy Gauthier, apresenta buque é leve e não traz pronúncia impactante, é praticamente inexistente o cheiro de qualquer fruta, especiaria ou madeiras. A tonalidade é de um rubi robusto, e na boca se comporta de modo bem domesticado: taninos sob controle, sem sobressalto de madeira, e no final sabor de frutas vermelhas muito sutil. Contém TA 13%, algo normal para vinhos de mesa.

Minha percepção é que este Francês é excelente para acompanhar as refeições do dia-a-dia, aqui em Florianópolis sai por R$ 30,00 a garrafa da safra 2012.

Esta Ale é surpreendente, uma Britânica de estirpe, vale curtir os vários estágios da degustação...

Tudo começa no visual que traz uma espuma levemente espessa, contendo uma mistura de bolhas minúsculas e pequenas de cor dourada-escura que denuncia lúpulo marcante. Posteriormente, o buquê e sabor trazem tonalidades um pouco cítricas que se completam com o esperado lúpulo.

O ponto especial desta Ale é o equilíbrio entre a potência do lúpulo, a leveza e sutileza das frutas cítricas. Esta ALE consegue unificar estes tons díspares, e ainda por cima traz TA de 6,4% que sequer dá aquela batida no fundo da cabeça. É uma puro malte que lembra muito as saborosas Australianas que degustei lá em "Down Under"..


A Escola Superior de Cerveja e Malte traz o renomado Randy Mosher, professor de uma das principais escolas americanas do segmento, a Siebel Institute of Technology, que tem experiência de 20 anos no ensino da arte cervejeira e ainda por cima consegue trabalhar com o design dos rótulos - Amém.

A 7a Edição do Simpósio Técnico do Festival Brasileiro da Cerveja ocorrerá no dia 12 de Março próximo na Escola Superior de Cerveja e Malte. A pauta tratará de degustação, controle microbiológico, produção de cerveja, leveduras e outros.

As inscrições para o simpósio estão abertas e seguem até 05 de março. Mais informações através do site, clique aqui... Ocorrerão ainda palestras adicionais com renomados Brasileiros entre 12 e 14 de Março no Parque Vila Germânica, em Blumenau.

PROGRAMAÇÃO SIMPÓSIO TÉCNICO:

Quinta-feira (12/3) – Local: Escola Superior de Cerveja e Malte
  • 12h30 - Carlos Henrique Meneses Silva (Manobier Vix), com o tema Flavors & Off-Flavors Brasileiros;
  • 13h45 - Gabriela Mueller, com o tema Controles Microbiológicos nas Cervejarias;
  • 15h - Randy Mosher, com o tema Tasting Beer e sessão de autógrafos de livros;
  • 16h15 - Marcelo Barga, com o tema O estado da arte na fermentação.
PROGRAMAÇÃO PALESTRAS:

Quinta-feira (12/3) – Local: Parque Vila Germânica
  • 19h - Gestão sensorial: Sensibilidade e experimentação com os sabores da cerveja - com Katia Jorge;
  • 21h30min - A seleção das 100 melhores cervejas brasileiras - Maurício Beltramelli.
Sexta-feira (13/3)
  • 15h às 17h - Debate: rumos do mercado cervejeiro no Brasil e no Mundo - Carlo Bressiani (Mediador), Leonardo Ferrari (Cervejaria Antares), Marcelo Carneiro (Cervejaria Colorado) e José Felipe Pedras Carneiro (Wals Cervejas Especiais);
  • 19h - Como aproveitar tudo que uma cerveja tem para oferecer - com Ronaldo Rossi;
  • 21h30min - Home brewer: a cultura de produzir sua própria cerveja - com Leonardo Botto.
Sábado (14/3)
  • 15h - Criatividade e inovação na produção de cervejas - com Leonardo Sewald;
  • 17h30min - Mesa redonda: Cervejarias Ciganas: modelo de gestão inteligente - com Alexandre (Cervejaria Jupiter), Murilo Foltran (Dum Cervejaria) e Carlo Bressiani (Moderador);
  • 20h - Cervejas artesanais e harmonização: uma revolução no paladar - com José Raimundo Padilha.

Hoje é dia de tradicionalmente pedirmos uma pizza para o Jantar. Afinal, a liberdade de Genoíno do PT está em negociação avançada devido a desgovernança de nossa querida Presidente Dilma.

Aproveitem a pizza, o vinho e tentem esquecer por um belo momento o que corre na política em nosso Brasil. Desliguem a TV e rádio e coloquem uma bela música ambiente, saúde.

Minhas dicas de pizzarias em Floripa:

  • Pizza Hut, Av Beira Mar Norte, Fone: (48) 4007-1077
  • Pizzaria Basílico, Lagoa, na Rua Laurindo Januário da Silveira, 647, Fone: (48) 3232-1129
  • Chico Toicinho Pizza, Coqueiros, Rua Desembargador Pedro Silva, Fone: (48) 3954-2222
  • Pizzaria Papparella, Av. Beira Mar Norte, Fone: (48) 3222-1455
  • Juca Pato Pizzaria, Av Rio Branco, 262, Fone: (48) 3222-1455

Fontes:


Supermercado em Florianópolis traz vinho Espanhol, da uva Tempranillo (super tradicional naquele país), de safra 2013 por módicos R$ 17,50.

O Reinares da bodega Eguren é um vinho repousado por 3 meses em barris de carvalho, o que lhe confere um fundo levemente adstringente mas sem sobressair a madeira de modo a sobrescrever o vinho todo. Por se tratar por um vinho de mesa, não traz sabores de frutas vermelhas e tampouco o terroir dos Tempranillos sofisticados. Porém é um espetacular vinho de mesa para o cotidiano, para as refeições, e cai muito bem inclusive como um vinho de combate em eventos onde o vinho é o acompanhante.


Supermercados Angeloni, vinho tinto de mesa a R$ 17,50, safra 2013.