Os vinhos da Espanha vêm, ano após ano, conquistando cada vez mais admiradores, fruto da qualidade, diversidade e autenticidade, conquistadas por competentes enólogos, que trabalham de forma criativa as ótimas varietais autóctones que hoje são cultivadas em todo o país. Essa será a degustação da próxima semana 29 de julho.

Pelo segundo ano consecutivo, a Associação Brasileira de Sommeliers-SP, em parceria com o ICEX España Exportación e Inversiones, órgão oficial do governo espanhol, apresenta o Ciclo de Degustação de Vinhos da Espanha, com três palestras/degustação conduzidas pelo presidente da entidade, Arthur Azevedo, que tem larga experiência em vinhos espanhóis, sendo responsável pelas aulas de Espanha no Curso de Formação de Sommeliers e Profissiomais da ABS-SP.

Nessa primeira degustação serão apresentados vinhos de importantes regiões da Espanha, como Ribera del Duero e Rioja, além de um prestigiado Cava. Serão oito vinhos de quatro vinícolas, muito representativos do que de melhor se produz hoje na Espanha.


Confira abaixo os vinhos que serão degustados e inscreva-se ainda hoje, pois as vagas são limitadas. 
  • Bodegas Arzuaga Navarro- La Planta Ribera del Duero 2012 = R$ 119,10
  • Bodegas Arzuaga Navarro - Arzuaga Crianza Ribera del Duero 2011 = R$ 208,30
  • Bodegas Ontañon - Ontañon Crianza = R$ 94,00
  • Bodegas Ontañon - Ontañon Vetiver = R$ 79,00
  • Grupo Comercial Freixenet - Freixenet Cordon Negro = R$ 65,00
  • Grupo Comercial Freixenet - Freixenet Vintage = R$ 95,00
  • Bodegas Lan - Vina Lanciano = R$ 217,00
  • Bodegas Lan - Lan Crianza = R$ 93,00
Acesse o Website, clique aqui...


*A vaga será garantida somente mediante pagamento.

* Cancelamento/Não comparecimento: O cancelamento deverá ser solicitado formalmente, através do e-mail abs-sp@abs-sp.com.br com 24 horas de antecedência ao evento, caso não seja dentro desse prazo não será feito estorno do valor pago ou gerado nenhum crédito, pois compromete a vaga de outros interessados que deixamos de atender.


Observação: Para você que é nosso associado, no ato da inscrição se o sistema acusar o valor de não associado, pedimos a gentileza de entrar em contato conosco através do telefone (11) 3814-7853 ou e-mail abs-sp@abs-sp.com.br

Divulgação: ABS-SP
Foto: Arquivo Bebideria.com.br

Bem vindo ao Malbec Argentino. Para mim este deveria ser o slogam deste vinho da região de Mendoza na Argentina.

O vinho apresenta fragrância e sabor convidativos para os iniciados na arte desta uva. Como notas perceptíveis de ameixa, uvas passas e buquê alcóolico principalmente, este ácido Malbec melhora a cada bebericada, trazendo à tona outros toques mais sutis de madeira e frutas. De coloração intensa, tinto escura, é visivelmente amanteigado no balançar da taça. Vale cada gota.





Para fomentar o turismo cervejeiro na região o Programa Senac Turismo trabalha para desenvolver até março de 2016 a Rota da Cerveja do Vale Europeu. O pedido foi feito por entidades da área e pela Secretaria de Turismo de Blumenau. A ideia é elaborar um roteiro oficial que possa ser promovido pela administração pública e comercializado pelas agências de turismo. Até 2012 eram distribuídos no Vale do Itajaí folhetos indicando a rota das cervejarias, mas o material publicitário foi recolhido pela atual gestão.

A ideia é elaborar um roteiro oficial que possa ser promovido pela administração pública e comercializado pelas agências de turismo
O gestor do Programa Senac Turismo, Luis Fernando Albalustro, explica que a intenção é promover o turismo de experiência, onde cada cervejaria apresentará novidades para o turista, como acompanhamento do processo produtivo e degustação de produtos derivados da cerveja. A ideia do projeto também é capacitar a região para a captação de recursos e pleitear reconhecimentos de organizações internacionais, como a Unesco. 

– A partir de agora começará um estudo do roteiro de cervejas artesanais, que não é somente a visitação às fábricas. É também ter restaurantes integrados onde será possível harmonizar pratos e o garçom vai poder falar sobre a cerveja artesanal – antecipa o secretário de Turismo de Blumenau, Ricardo Stodieck.

O gestor acredita que o trabalho contratado é importante para desenvolver o turismo na região, mas chama a atenção para os números de visitações do Museu da Cerveja que giram em torno de 50 mil pessoas por ano, entre turistas e blumenauenses. Em 2014 foram 46.693 assinaturas, sendo quase 40 mil blumenauenses.

Fonte: JSC


Está chegando a grande festa de Santa Catarina, aproveitamos para publicar algumas fotos "lado b" da edição de 2014. Aqui um grupo de amigos fazem sua festa particular cantando, dançando, bebendo e pedindo alguns trocados para a noite ir adiante...



Viola, acordeom e voz sob o ritmo "Alemon" embalaram estes amigos que se encontravam nas portas dos pavilhões da PROER em Blumenau.


E vocês, já reservaram hotel ou pousada? Dica de sobrevivência para quem quer um evento mais familiar: vá durante a semana ou pior das hipóteses na sexta. Fins de semana embora sejam embalados por um grande desfile, costumam ser bem mais lotados.


Quando vier a Blumenau favor beba com qualidade, respeito e ande à pé ou pegue um taxi. Tudo é bem perto e uma boa caminhada ajuda a dissipar o eventual excesso.


Um barril de choppe é muito bouco bra nos!

Dois barril de choppe é muito bouco bra nos!

O melhor vinho branco do mundo, de acordo com o Concurso Mundial de Bruxelas, vem de um antigo vinhedo em Stellenbosch, a 50 km de Cidade do Cabo, na África do Sul, uma propriedade histórica que não faz parte das grandes vinícolas.

O Concurso Mundial de Bruxelas, considerado por muitos como o "campeonato mundial do vinho", coroou em maio um Chenin Blanc 2013 da Reserva Familiar de Kleine Zalze (Stellenbosch).
Este vinho foi escolhido na Itália por 299 especialistas de 49 países, que durante três dias provaram mais de 8.000 vinhos de 45 países.
Em Stellenbosch, para o produtor Reginald (RJ) Botha, a palavra mágica é "elegância". O vinho que lhe rendeu o prêmio não vem de vinhas majestosas, mas de vinhas podadas em vasos cujos galhos conferem à planta a aparência de um pequeno arbusto.

Esta maneira de cortar a videira, difundida no sul da França, Espanha, Portugal ou Itália, é utilizada em menos de 10% dos vinhedos sul-africanos. Seu rendimento é três vezes menor do que em outras partes e os custos trabalhistas são mais altos, porque tudo deve ser feito manualmente, comentou Botha.
Mas vale a pena, porque "dá um vinho maravilhoso", diz ele. "Recebemos grãos menores, de casca grossa e uma maior concentração de sabor nas uvas", explica.

O Chenin Blanc oferece "aromas concentrados de limão, melão e maçã no nariz e níveis de citrinos e ervas no palato" e "uma sensação cremosa na boca com um acabamento elegante, longo, fresco e terroso".

A premiação de Kleine Zalze surpreendeu o país. O domínio, que data de 1695 e compreende atualmente habitações, um campo de golf e um restaurante, não faz parte do circuito das grandes vinícolas.

Os melhores vinhos são vendidos a um preço que oscila entre 40 e 250 rands (3-19 euros; 3,2-20 dólares) a garrafa. O vinho da Reserva familiar, bem pontuado pelo guia Platter's, a "bíblia" sul-africana do vinho, era vendido a 148 rands (11,20 euros; 12 dólares) quando foi premiado.

A África do Sul é o oitavo produtor mundial de vinho.

Fonte: Yahoo

A Schornstein participará da 3ª edição do Artbeerfest Caminha, o Festival Internacional de Cervejarias Artesanais e Mestres Cervejeiros, em Portugal, onde degustações, provas e harmonizações além de muita música fazem parte do cardápio.

O Artbeerfest está no calendário de eventos nacionais de Portugal e recebe público de diversos países. Por lá, as cervejarias artesanais também se tornaram uma tendência, que mistura experiência e conhecimento.

Link do evento, clique aqui...
Como as adegas climatizadas estão cada vez mais em alta por ser uma ótima aliada para manter a temperatura para o consumo ideal, é possível criar um espaço seco e agregar a ele uma adega climatizada. Ela pode receber as garrafas que se imagina consumir mais frequentemente e ir fazendo um rodízio.



Ai vão algumas dicas.

1. A temperatura ideal para os vinhos tintos são entre 15°C e 18°C; entre 10°C e 12° C para vinhos brancos e em torno de 8°C para os espumantes;

2. Os especialistas recomendam que sua adega tenha 50% de vinhos de consumo imediato de até três meses; 30% de vinhos que devem ser guardados de um a dois anos, para ocasiões especiais; 20% de vinhos que precisam ser envelhecidos por mais de dois anos e 10% de vinhos de coleção;

3. Se você não conhece muito bem um vinho, evite comprar várias garrafas do mesmo exemplar;

4. Espumantes podem ser consumidos imediatamente e não precisam ser guardados, por isso, sempre que possível, evite ocupar espaço da sua adega com esses vinhos;

5. Dispensas são, em geral, um cômodo bastante usado para construir um espaço para armazenar vinhos.

Fonte: acritica

Produzido e engarrafado na propriedade de Higino Carneiro, general do exército angolano e atual governador da província do Cuando Cubango, o Serras da Xxila é feito a partir da casta angolana Muzondo Menga Ixi, do Cuanza Sul.

"É sobre esta base que estamos a produzir", diz Carlos Carneiro. E como está no início, "é difícil estabelecer uma comparação com outros vinhos", nomeadamente com o português, um dos mais exportados para Angola.
O Peru não é exatamente conhecido como um país produtor de vinhos, mas uma das mais conceituadas vinícolas chilenas parece determinada a mudar isso. A Montes plantou um vinhedo experimental na região de Cusco, perto das ruínas de Machu Picchu.



O parreiral tem pouco menos de 1 hectare e está a 3 mil metros de altitude. Pinot Noir, Chardonnay, Syrah, Sauvignon Blanc e Merlot foram as variedades escolhidas para o teste. Dá a impressão que mais do que a qualidadedas uvas, a Montes está atrás da boa históriaque um vinho feito à sombra da antiga cidade inca pode gerar.

Fonte: ClickRBS



A Time pediu a alguns especialistas para elegerem os melhores vinhos para uma festa e jantar em casa com amigos. E há um português em destaque.

Brian Freedman, escritor e consultor, é um dos especialistas consultados pela Time para revelar quais os melhores vinhos para impressionar os amigos.

Num artigo publicado online, Brian Freedman enquadra o Vinho do Porto Warre's Otima 10 Anos na lista dos melhores vinhos para uma festa e jantar em casa com amigos.

O vinho do Douro encontra-se lado a lado com especialidades da África do Sul, Estados Unidos, Espanha, Itália, Nova Zelândia, Chile e França.

Nos últimos dez anos, este vinho nacional tem-se destaco internacionalmente. Segundo a informação avançada no site da Warre, o Otima 10 já venceu três medalhas de ouro e cinco medalhas de prata em eventos estrangeiros, distinguindo-se pela versatilidade.

Fonte: Noticia Minuto


O Centro Universitário - Católica de Santa Catarina abriu novas turmas para o curso de “Produção de Cerveja Artesanal”, nas unidades de Jaraguá do Sul e Joinville. As inscrições devem ser realizadas no site www.catolicasc.org.br/educacaocontinuada. O investimento para acadêmicos é de R$ 320,26 (à vista) ou três parcelas de R$ 124,44. Para a comunidade em geral, o custo é de R$ 373,64 (à vista) ou três parcelas de R$ 149,46.

Em Jaraguá do Sul, as inscrições vão até 6 de julho e o curso acontece às sextas-feiras e sábados, nas seguintes datas: 10 de julho, das 18h30 às 22h30; 11 de julho, das 8 às 12 horas e das 13 às 17 horas; 7 de agosto, das 18h30 às 22h30; e 8 de agosto, das 8 às 12 horas. O curso será ministrado pelo professor Luiz Gustavo Lacerda e é destinado a participantes maiores de 18 anos. Com o curso, o aluno terá habilidade de obter cerveja tipo Belgian Pale Ale, conhecendo aspectos gerais de fabricação e funções de cada matéria-prima.

Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (47) 3275-8226, ou e-mail pos@catolicasc.org.br (Jaraguá do Sul).

Fonte: JDV