Degustação da Decanter - Rio Grande do Sul - parte 1


Sempre tive a impressão que vinhos nacionais eram de modo geral supervalorizados no sabor e preço, e que quando comparados com vinhos Chilenos e Argentinos perdiam em preço e qualidade assustadoramente. Bem... Era, e é um pré-conceito. Uma opinião anterior a experiência que ecoa no inconsciente e pode ser de certo modo maléfica para um apreciador de bebidas...

Na semana passada tive a oportunidade de colocar este pré-conceito à prova, contra a parede e criar argumentos mais respaldados em fatos concretos, ou melhor, na taça mesmo. A Decanter /Essen Vinhos trouxe uma espécie de feira ao Beira Mar Shopping em Florianópolis, colocando grande variedade de rótulos do mundo à venda e melhor ainda, trazendo experts para guiar degustações de vinhos que ocorriam tem todos os finais do dia. O valor das degustações? Apenas R$ 30,00, uma pechincha.

Quinta passada fomos agraciados pela presença de João Lombardo que depois de breve história dos vinhos Brasileiros, guiou-nos por uma viajem gustativa pelo Rio Grande do Sul... Começou aqui minha jornada para acabar com o pré-conceito contra os vinhos Brasileiros. Pude participar de dois dias, o Gaúcho e o Catarinense. Acompanhem nas próximas publicações os detalhes de cada um dos vinhos!




Iniciemos esta jornada com um espumante Brut. Nosso mestre João Lombardo selecionou cuidadosamente um vinho que conseguiu desarmar os "enochatos", e que por sua personalidade saborosa e leve abriu as portas da percepção para os demais rótulos entrincheirados. O .Nero (ponto Nero) se impôs já na apresentação da garrafa, que com rótulos dourados e vidro extremamente transparente enobreciam o conteúdo de tonalidade de palha suave com toque esverdeado.



Na taça foi diferente, as tonalidades palha e esverdeado foram mantidas, com especial atenção para o tilintar de bolhas constante e bem miúdas. Na boca trouxe em minha opinião frutas claras (cítricas) com quase imperceptível mineralidade, embora a acidez seja bem controlada. Este Brut "Blanc de Blancs" do Vale dos Vinhedos é produzido apenas com uva chardonnay e traz TA 12%. Em teoria cai bem com frutos do mar, mas certamente acompanhará bem aves de tempero suave.

Para visitar o site do produtor deste espumante clique aqui...
Para quem quiser saber mais deste vinho, clique aqui e acesse um PDF com ficha técnica super detalhada...


Como dito anteriormente, para mim o .Nero abriu os trabalhos com estilo, derrubou a tensão, ampliou os sentidos e paulatinamente permitiu que o Mestre João Lombardo oficializasse o fato que atualmente o Brasil produz bons vinhos para todos públicos deste continente Brasileiro.


Nas próximas publicações trarei mais vinhos, rosés, brancos e tintos! E como Florianópolis é uma ervilha, esbarro com colegas de ensino do IFSC, antigo CEFET-SC, que também apreciam um bom vinho... Esperam que tenham gostado, e peço encarecidamente que a Decanter promova mais eventos desta qualidade.










.