Que semana! Só um vinho e pizza para acalmar a alma! Um bom vinho de mesa Italiano, Marchesi del Salento na temperatura certa com leve toque de frutas escuras no buquet e paladar.

Com intensa cor rubi e boa sedosidade, este vinho da evino comprado na Black Week está caindo bem. Vamos ver amanhã.

R$ 39,90, safra 2014, corte não identificado e 12% de TA.

- Posted using BlogPress from my iPhone



Este Pinotage Africano muito me remete a bons Pinot Noirs, contudo sua tonalidade forte o entrega, assim como a madeira e persistente sedosidade ao girar a taça.

A vinícola Zonnebloem conseguiu entregar uma boa potência de taninos com madeira controlada que não sobrescreve os tons de frutas escuras. Show esse vinho da Wine. Safra 2014, Africa do Sul região de Stellenbosch.

Segundo a vinícola este Pinotage pode ser maturado por mais 5 a 8 anos, mas a vontade foi maior, afinal já tenho um Português que ganhei de presente do ilustre Chiquinho que tenho de maturar por 15 anos.

- Posted using BlogPress from my iPhone



Cor de amoras, sedoso no balanço, medianamente adstringente no palato, madeira proeminente mas sem atravessar o vinho, e com toques de frutas escuras. Receita tradicional Portuguesa, e para meu paladar está de bom tamanho, difere totalmente dos Chilenos e Argentinos diversas vezes anabolizados pela receita de Robert Parker.




Quinta dos Correios, da região do Dão em Portugal, safra 2013, corte tradicional sem denominar das uvas. TA 13,5%. Dica de uma colega de trabalho, boa pedida Carla!


- Posted using BlogPress from my iPhone



Tem algo errado, ou perdi meu paladar ou estão massificando receitas de cerveja e o resultado é um bocado de rótulos diferentes mas com sabor idêntico!

O malte está aqui, o lúpulo fresco bem sutil no olfato, mas nada de amargor ao descer garganta abaixo. Uma cerveja bem feita essa Hop Lager da Quinta do Malte, mas nada de extraordinário que não se encontre em tentativas de IPAS ou Hops genéricas.


- Posted using BlogPress from my iPhone



Simples de avaliar: é igual a outra cerveja deles. Se quiser falar bonito é similar a outra Lager que eles produzem.

Adocicada, espuma leve, sabor de malte com lúpulo controlado e cor dourada levemente escura. Esta Lager da Harviestoun não traz novidades. TA 4,8. Produzida na Escócia.


- Posted using BlogPress from my iPhone



Este corte António Lopes demonstra grande personalidade Portuguesa. Fundo potente de frutas vermelhas, mas aqui bem amadeirados e adstringentes, com sedosidade e toques de especiarias no buque.

R$ 39,00 em Blumenau. TA 13, da região D'Ouro. Vale a pena.


- Posted using BlogPress from my iPhone



É preciso confessar: estamos cometendo um pequeno sacrilégio em Blumenau ao preparar um churrasco com vinho tinto. Contudo vale a pena! Este Bobal Shiraz cai muito bem. Madeira controlada, acidez no grau e toques de especiarias. Destaco o tomilho aqui. Excelente experiência pelo preço.

Marquéz Del Turia. De Valência na Espanha. Safra 2015, TA 12,5. R$ 39 no Supermercado Angeloni de Blumenau.



- Posted using BlogPress from my iPhone



Realmente, anda um pouco chato o panorama das cervejas. Como afirmei em outras publicações, existe um bocado de marcas de cervejas genéricas com o mesmo gosto!


Esta Sweet stout da Basement é exatamente isso, um dejavú, um erro na Matrix, algo que você já vivenciou: leve amargor de malte, lúpulo presente e um pouco de açúcar. Nada de mais pela gloriosa garrafa. E nada de presença do Porto o pá!

- Posted using BlogPress from my iPhone
O primeiro dia de Oktoberfest foi incerto...

As nuvens não davam trégua, e com uma semana de chuva e garoa constante, a abertura com desfile poderia ter sido um grande fracasso. Mas não o foi. Pelo contrário, os que foram muito elogiaram o início da grande noite.



Nos pavilhões da Oktoberfest, como é conhecido por todos a PROEB, ou simplesmente Vila Germânica, estavam as demais atrações da noite. Dentre elas a banda Alemã voXXClub que trouxe uma mistura de música típica com pop.  Para quem não conhece, ou perdeu a abertura segue um clipe da banda VoxxClub que demonstra todo o carisma que eles possuem.


Com vestimenta Pop-Germânica os guris fizeram sucesso. Falaram em Inglês, tropeçaram no Português, arriscaram falar mesmo em Alemão com a platéia, mas o que funcionou foi a dança.


O quinteto realmente empolgou.


Obviamente que nas redes sociais foi realizado um grande trabalho de marketing, então boa parcela do público sabia o que esperar.

















Para saber mais: http://www.voxxclub.de


YouTube Video

- Posted using BlogPress from my iPhone



De cor caramelo escuro, esta Clint Eastwood da Belgard é levemente adocicada, com pouca espuma e quase nenhum lúpulo. Não vale o experimento.

TA impossível de encontrar no rótulo, nada de amargor nesta puro malte.


- Posted using BlogPress from my iPhone



Cerveja clara, azedinha ao melhor estilo Belga Tripel, mas produzida na Nova Zelândia. De cor dourado escura, ela impressiona pelo leve e controlado amargor do lúpulo frente ao malte.




Cerveja envelhecida na garrafa que usa de açúcar de cana para encorpar os 9,5 de TAA.

Veio no kit Beerking!




- Posted using BlogPress from my iPhone



Ave. Usaram bastante lúpulo MESMO nesta IPA. Encorpada, puro malte à tona e obviamente com espuma super cremosa e com tonalidade esverdeada do lúpulo.

Veio no kit Beer King, uma baita cerveja.

- Posted using BlogPress from my iPhone



Lugares limitados
Valor por pessoa: R$ 49,80

Contato:
Mário Müller
Die kleine Kneipe
W e i s s k o p f
São Pedro de Alcântara, SC
(48) 3277 0389 / 8437 5003


- Posted using BlogPress from my iPhone

Location:Rua Quito,Blumenau,Brasil




Lúpulo forte com puro malte, só isso e nada mais. A Porn American Pale Ale, da cervejaria Galden, traz boa refrescância, levemente seca com pouco açúcar. TA 5,6%. Assinada por Leonard Sewald, faltou um toque de uma atriz do ramo para ficar mais pornográfica, tipo Sylvia Saint!

Veio no kit da BeerKing, vale a pena.

- Posted using BlogPress from my iPhone



Excepcionalmente, um Brasileiro de ótimo custo benefício. O Pericó Equação, uva Cabernet Sauvignon, safra 2012.

- Posted using BlogPress from my iPhone



Absurdo. Vinho Santa Helena a R$ 42,50 a garrafa em Santa Catarina. A inflação e impostos vieram para ficar? A meu ver este vinho valeria pelo sabor... Uns R$ 21,0!

- Posted using BlogPress from my iPhone



Uma lager para acalmar...


- Posted using BlogPress from my iPhone



Fortificando os ossos!
Kasteel Donker, by Beer King


- Posted using BlogPress from my iPhone
Começando os trabalhos!




- Posted using BlogPress from my iPhone



Hoje é dia de vaca. Entrecôte de Angus com cerveja neste frio de Blumenau.


Acompanhando uma cerveja bem maltada e lupulada. Usa malte de Pilsen, Trigo e Crystal. O resultado é bom, e deverá agradar os apreciadores de lúpulo.


Aguardemos os cortes para avaliar a harmonização... De a cerveja não acabar antes!

Do cerrado, Goiânia sô, para o mundo. 5,1% de TA. Veio com o kit Beer King. Indico!

- Posted using BlogPress from my iPhone

Location:Rua Paraíba,Blumenau,Brazil




Muito boa esta cerveja. Leve e límpida, mas com base de malte e lúpulo bem controlado. A espuma é composta de bolhas diminutas, até parece que foram projetadas para criar uma espuma no topo desta cerveja.

Produzida na Nova Zelândia, uma Lager com 5% de TA. Veio no kit da Beer King, vale a pena!

- Posted using BlogPress from my iPhone

Location:Rua Manoel Barreto,Blumenau,Brazil




Dois horários de jantar para o Dia dos Namorados 2016. Com reserva antecipada, lugares marcados e lotação máxima - como manda o figurino Alemão, tudo bem certinho. 

Nesta noite a casa não trabalhará com catões de crédito ou débito, favor se prepararem. Segue contato abaixo. 

Mário Müller
Die kleine Kneipe
W e i s s k o p f
São Pedro de Alcântara, SC
(48) 3277 0389 / 8437 5003


Esta foi a decepção da Páscoa. Que cerveja sem graça. Vou tentar perder um pouco de nosso tempo para que não sejamos logrados, e para que os produtores deste tipo de cerveja entendam algumas coisas de vez...  A Bierdosen é um grande exemplo da atualidade Brasileira. Muitos acham que seguir receitas consagradas, ou a Lei de Pureza Alemã, ou mesmo misturar Caju, ou seja a fruta que for na cerveja garantirá um bom resultado, e que por conseguinte um preço alto pode rotular a cerveja que ela venderá.

Engano. É necessário personalidade, expressão, marcar a bebida com algum detalhe, afinal, porque comprar uma cerveja Brazuca no mesmo preço de uma importada - mesmo com o Dólar nas alturas como hoje. Chega. Já rescrevi este parágrafo umas três vezes tamanha a indignação. Bierdosen: façam direito.
Faz um tempo que não publico na Bebideria. Desculpem, foi o atropelo de uma mudança de cidade no final do ano, mas que finalmente está totalmente equalizada. No entanto estamos aqui para falar de bebidas, comidas, viagens e afins...


Neste Sábado de Páscoa fizemos um pequeno roadtrip sem qualquer programação para o interior, aqui nos arredores de Blumenau, e visitamos Timbó que fica há uns 30 minutos daqui de carro - praticamente um bairro mais afastado. Rodamos um pouco e acabamos no Thapyoca Bar e Restaurante que fica ao lado do Museu do Imigrante de Timbó...



O local era um antigo moinho de imigrantes Alemães - inclusive com uma roda d'água em manutenção bem ao lado do Pub que só abre nas Quintas - bela encomenda para a Oktoberfest não acham? Enfim, lá tomamos um excelente chopp Weiss da Borck, de Timbó mesmo, que sequer deu tempo de fotografar pois a sede era grande. Mas a memória é persistente, o chopp era bem turvo, com pronunciado sabor de bananas e um pouco de baunilha - um espetáculo à parte.





Segue a dica para quem está passeando pela região e gostaria de tomar um chopp bem gelado ao lado do Rio Benedito.