Férias. Crescendo e aprendendo.

Café às 11:30, e depois uma Cerveja Grimbergen tostada e levemente doce para esquentar o dia de verão em Copenhagen - 17oC neste verão atípico.




Cerveja comprada no supermercado e aberta com a gentileza de um local que usou a ferramenta mais comum na Dinamarca e Copenhagen: guidão da bicicleta.

- Posted using BlogPress from my iPhone

Location:Vandærksviaduk Ten




Herslev Bryghus

Amarga, salgada e levemente doce. Tudo ao mesmo tempo mas sob controle.

Tirada da bica em temperatura levemente 'fria' este chopp de coloração avermelhada, ao estilo suco de beterraba, traz notas de amêndoas, coco e frutas vermelhas apenas no final.



É servido quase totalmente sem espuma, o que segundo alguns poderia ser uma heresia, mas pessoalmente acho que não, neste estilo meio belga e meio renascença da cerveja.




Simplificando é muito refrescante e com bom teor alcóolico. Saiu por Kr 65 (aprox R$ 32,50 agora em Julho 2017).

Praça do mercado entre as ruas Rømersgard e Linnésgade no Centro de Copenhagen.

- Posted using BlogPress from my iPhone

Location:Esthersvej,Hellerup,Denmark







Harboe Extra Strong.
Cerveja forte mesmo. Com TA de 7,7% e sabor de malte bem incorpado esta Dinamarquesa vale realmente a pena.





Comprei em Silkeborg por DK 7,95 que são aproximadamente R$ 4,00, ou seja barato demais para meio litro no supermercado. Contudo nos bares, cafés e restaurantes a mesma cerveja de 300ml não sairá por menos de DK 45,00!

Detalhe: estas cervejas são vendidas no Brasil por um ótimo preço, aproveitem e curtam as várias que temos ai.

- Posted using BlogPress from my iPhone

Location:Vejlevej,Tørring,Denmark






Sanduiches variados e cervejas realmente ´da terra´. As Svaneke sao puro malte e bem tradicionais, levam o nome da cidade da ilha de Bornholm. A Classic tem boa presenca de malte e lupulo, e a Mørk Guld traz o malte torrado, contudo bem mais suave que em uma cerveja escura. A primeira traz TA de 4,6% e a segunda TA 5,7%.









Acompanhando as cervejas almocamos sanduiches Dinamarqueses, que levam pao apenas na parte de baixo. Em cima tivemos alguns de rosbife, outros de frango e finalmente os de camarao com caviar e ovos. Os acompanhamentos dos sanduiches eram folhas, cebolas, fatias de limao, pimentao e maionese. Uma delicia. Quando retornar ao Brasi preparo segundo os ingredientes e publico em detalhes.


NOTA: teclado Dinamarques, nao seu usar acentos! Corrigo no retorno ao Brasil.





Location:Vejlevej,Tørring,Denmark




Bem azedinha... No ponto de temperatura e de final muito refrescante. Por conta disso minha esposa trocou de cerveja (Leffe) por minha Mort Subite, estilo Gueize Lambic, que acabou e tive de pedir outra. Vamos aos detalhes:

Fundo de malte escondido pelo 'azedo' da lambique e seu tom adocicado. Traz muito pouco toque de frutas como pêssego. Vale cada gota. TA 4,5%.

Mas segundo minha esposa, "morte súbita da Weiss", acho que iremos para outro nível de cerveja lá em casa.

E$ 3,6 na Bélgica, no New Central que fica na praça entre a Rue Leman e Rue du Crocher.


- Posted using BlogPress from my iPhone

Location:Boulevard Charlemagne,Brussels,Belgium




De amarelo intenso esta Leffe fresquinha vem bem à calhar! Servida com queijo parmesão no Caffè Vergnano datado de 1882, traz leve adocicado, baixo amargor e tons azedos, que harmonizam com o queijo.

Vamos adiante!

- Posted using BlogPress from my iPhone

Location:N3,Brussels,Belgium




Cascas de laranja com fundo de amêndoas. Esta é uma típica cerveja Belga. Traz ainda espuma persistente de pequenas bolhas, e corpo de cor amarelo turvado. Importante que a espuma não persiste em um colarinho, apenas dispersa sobre o corpo protegendo a cerveja do ambiente.

TA 8%
Bélgica
Blonde da região de Ardens
R$ 19,00 em Blumenau

- Posted using BlogPress from my iPhone

Location:Rodovia Tertuliano Brito Xavier,Florianopolis,Brazil




A Alsácia é conhecida por sua história de campo de batalha... Contudo a região é conhecida por trazer interessantes vinhos brancos.

Em 2015 comprei uma garrafa de Riesling safra 2013 aqui em Floripa (Supermercado Hippo) por R$ 59,00 para provar... Vamos aos detalhes:

Cor palha bem clara, típico buque floral e cítrico, já no paladar traz leve acidez, algum toque mineral e realmente baixa sedosidade e amanteigamento na taça e leve toque de pêra arriscaria ao fundo do palato. Com 12,5 de TA este branco seco da casa Arthur Metz não empolga, mas é um ótimo exercício de degustação por apresentar nuâncias tão ímpares em um branco.

Resumo: brancos Portugueses de estirpe (E$ 17 na Europa em média) ainda me impressionam. Mas recomento!

- Posted using BlogPress from my iPhone