Você sabe diferenciar vinhos caros e baratos?



Ninguém gosta de jogar dinheiro fora, mas talvez a grande maioria esteja jogando as verdinhas no ralo, quando o assunto é a compra de vinhos. Segundo estudo da Universidade de Hertfordshire, algumas pessoas podem estar pagando apenas pelo rótulo pois não conseguem distinguir as sutilezas da garrafa.
Foi realizado um experimento com 578 pessoas, onde as pessoas realizavam a técnica de degustação às cegas, onde a pessoa experimenta diferentes vinhos e deve apontar sua preferência sem o auxílio de qualquer informação de safra, uva, região, teor ou rótulo. O resultado é que só a metade das pessoas soube identificar quais vinhos eram mais caros e quais eram mais baratos!
A faixa de preço nos vinhos tintos e brancos degustados foi de: até R$ 13,00, entre R$ 26,00 e R$ 78,00. Foi realizado ainda uma degustação de garrafas de espumantes, a faixa de preços foi R$ 44,00 e R$ 78.
Aqui no Brasil, imagino que teríamos um resultado semelhante ou onde a maioria não saberia distinguir o que é barato e o que é caro. Mas temos ainda o agravante que um vinho Europeu de 15,00 Euros não sai por menos de R$ 70,00 a garrafa. Já trouxe vinhos Espanhóis, Alemães, Portugueses e Italianos da Europa, e os mesmos saíam sempre na faixa de 3 ou 4 vezes mais. O que leva à seguinte pergunta; como seria um testes destes por aqui?
Se você acha que bons vinhos não são necessariamente caros, não perca esta outra matéria: Não Beba Rótulos!

1 comentários:

Guilherme Queiroga disse...

Pois é, esta será sempre uma grande discussão. Com certeza, alguns rótulos sempre serão de alto nível como os Gran Crus de Bordeaux, alguns italianos super Toscanos, espanhóis da Ribera del Duero, entre muitos outros. A questão é que o custo destes rótulos no Brasil deixam de ser caros e passam a ser inatingíveis para a grande maioria das pessoas, se limitando a um pequena casta. Não que no exterior não sejam caros, porém, se você comparar somente por uma questão numeral, um vinho de 200 na Europa, EUA seria infinitamente superior a um de 200 no Brasil. Fica a dica: faça sempre pesquisas, se informe, para buscar boas oportunidades de compras, dentro de seu desejo e orçamento. abcs e bons vinhos