Resultado de imagem para signes

Áries e Dinamica Filipa Pato
Arianos são, geralmente, ousados, destemidos e impulsivos, além de autênticos e inteligentes. Para eles, o vinho tinto português Dinamica, recém-lançado no Brasil. Elaborado com a uva Baga (nativa da região da Bairrada), pela enóloga Filipa Pato, conhecida pelos vinhos de grande tipicidade e personalidade, é um exemplar charmoso e combina perfeitamente com o temperamento dos arianos.

Touro e Marqués de Tomares Reserva
Teimosia e determinação são as principais características de um taurino. Para eles, um espanhol típico da região da Rioja, o Marqués de Tomares Reserva, exemplar encorpado e de grande personalidade. O vinho estagia durante 18 meses em barricas de carvalho francês e fica mais 18 meses em garrafa antes da comercialização, o que se reflete em excelente complexidade. Indica-se decantar antes do consumo.

Gêmeos e Aprendiz
Entre os predicados de geminianos estão a espontaneidade, bom-humor, inteligência e companheirismo. Para eles, escolhemos o rótulo tinto Aprendiz, português do Douro, do tradicional produtor Caves Messias. É um vinho fácil de beber e de agradar, com taninos finos e macios que resultam do tempo que estagiou em barrica.

Câncer e Reserva de Família Cabernet Sauvignon
Cancerianos são caseiros e adoram ficar com a família. Em homenagem a eles, escolhemos o exemplar chileno Reserva de Família Cabernet Sauvignon, da Santa Carolina. Vinho para encontros ao redor de uma farta mesa, para momentos tranquilos e de harmonia. Indica-se decantar antes do consumo.

Leão e Marquês de Borba Reserva
Leoninos adoram chamar a atenção, são geralmente extravagantes e muito confiantes. Para eles, um vinho de extrema qualidade, elaborado apenas nas melhores safras. O português Marquês de Borba Reserva leva a assinatura de João Portugal Ramos, um dos mais respeitados enólogos na atualidade. Vinho encorpado, complexo, potente e de longa guarda (ou seja, mantém a qualidade, e melhora, com o passar dos anos). Indica-se decantar antes do consumo.

Virgem e Clos Floridene branco
Acostumado com o sucesso, o virginiano é meticuloso ao extremo, característica que define perfeitamente os vinhos elaborados pelo enólogo francês Denis Dubourdieu. Produzido em Bordeaux, o Clos Floridene branco combina com esse signo pelo perfeccionismo com que foi produzido, resultando em um rótulo apaixonante e extraordinário.

Libra e Corbelli Chianti DOCG
Versátil e de fácil harmonização, o italiano Corbelli Chianti DOCG representa muito bem os librianos. Saboroso, de taninos macios e fácil de beber, combina com a gentileza e a tranquilidade dos nascidos sob o signo de Libra.

Escorpião e Château Caronne Ste. Gemme
De personalidade marcante, os escorpianos são determinados, românticos e muito sensuais. Para eles, o vinho Château Caronne Ste. Gemme, francês de Bordeaux, complexo e com grande potencial de envelhecimento. Indica-se decantar antes do consumo.

Sagitário e Justino’s Madeira 10 anos
Todo estilo libertário e destemido do sagitariano pode ser traduzido por um fortificado da Ilha da Madeira. O Justino’s Madeira 10 anos é também conhecido como vinho da meditação, para aqueles que gostam de sonhar acordado. Representa o espírito aventureiro e de bem com a vida dos nascidos sob o signo de Sagitário.

Capricórnio e Château Fleur Cardinale Grand Cru Classé
A persistência é uma das particularidades que define o capricorniano, assim como a que se pode perceber no tinto francês Château Fleur Cardinale Grand Cu Classé. Exemplar sofisticado e elegante, elaborado em Bordeaux, combina com toda a complexidade dos altivos capricornianos. Indica-se decantar antes do consumo.

Aquário e Pouca Roupa branco
Ousado, mente aberta e libertário, assim são os nascidos sob o signo de Aquário. Para eles, o ousado e divertido Pouca Roupa Branco, vinho leve, jovem e descomplicado. Para curtir o verão com muita diversão e sem preocupação.

Peixes e Jas des Vignes Provence Rosé
O signo mais sensível e romântico do zodíaco é o par perfeito para o Jas des Vignes Provence Rosé IGP. O rótulo é elaborado em Provence, na França, uma das principais regiões de produção de rosés do mundo, que inspirou diversos artistas por sua paisagem romântica e ensolarada. A delicadeza e a elegância são a tradução desse vinho que irá agradar os piscianos.

Fonte. G1
Vivant WinesQuem anda por algumas praias do Brasil neste verão já percebeu a presença de uma bebida diferente nas caixas térmicas dos veranistas: vinhos enlatados. A tendência que começou a ganhar espaço em meados do ano passado já disputa a preferência nas areias com as cervejas geladas e os drinks preparados por ambulantes. São pelo menos três marcas nacionais e uma estrangeira produzindo a bebida enlatada, e ainda uma vinícola portuguesa que começou a trazer ao Brasil um vinho em garrafa long neck com abridor embutido.

Segundo a consultora e sommelière gaúcha Renata Formolo, embora ainda haja muita resistência no consumo informal de vinhos e espumantes em lata, o público mais jovem já está aceitando essa ideia e preferindo consumir as bebidas neste formato.

O Brasil ainda está engatinhando neste mercado, mas aos poucos as pessoas estão aceitando após verem principalmente os estrangeiros consumindo sem resistência”, explica. Recentemente, ela levou à Bahia um carregamento de espumantes enlatados da vinícola Giaretta, da Serra Gaúcha, e distribui a bebida em estados do Centro-Oeste, Sudeste e Nordeste do país..

Um dos motivos para a presença cada vez maior dos vinhos enlatados é a praticidade em levá-los a qualquer lugar, sem precisar carregar garrafas e taças e abri-las com saca-rolhas. Além do barateamento das latinhas, já que é possível encontrar variedades a partir de R$ 10.

E há ainda o incentivo ao consumo do vinho nacional através de diversas campanhas lançadas nos últimos anos por entidades de classe, como a que prega “seu vinho, suas regras” do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), realizada em 2019. Na peça, as pessoas são incentivadas a provarem a bebida em qualquer ocasião.

Segundo a plataforma Pró-Vinho, os brasileiros consomem uma média de 1,93 litros ao ano per capita, um volume ainda muito abaixo da média de países como a Argentina (19,5), Chile (16,9) e Estados Unidos (10).

Para ler mais, acesse Gazeta do Povo >>

Fonte: Gazeta do Povo
Foto: repodução Facebook
A decisão do presidente norte-americano Donald Trump de aumentar as tarifas impostas sobre produtos franceses impactou diretamente as exportações de vinhos do país.
Resultado de imagem para french wineSegundo informações da Agência Reuters, Jean-Baptiste Lemoyne, ministro júnior de Relações Exteriores da França, os setores de vinho e bebidas alcoólicas do país “estão preocupados” com os números mais recentes.
“Podemos ver um impacto, principalmente nos vinhos de nível médio, que são os mais afetados. Os setores franceses de vinho e bebidas alcoólicas estão preocupados desde o outono”.
Mesmo sem detalhar em números o quão grande foi a queda das exportações, Jean-Baptiste Lemoyne acrescentou que a indústria do vinho também está se preparando para possíveis tarifas adicionais dos EUA.
Elas seriam frutos da disputa separada sobre um imposto francês sobre empresas digitais que, segundo Washington, visa injustamente às gigantes de tecnologia nos EUA no país europeu.
Foto: Euronews