Redução de produção na região Douro em Portugal

A famosa região do Douro em Portugal, que produz vinhos há mais de 2.000 anos e se situa no nordeste daquele país, anuncia problemas na safra de 2011. A previsão é de uma redução entre 25% e 30% em relação a 2010. Muito do estrago econômico devido a intempéries e pragas. O Douro sofreu tempestades e excesso de chuva, granizos e baixas temperaturas, doenças atacando as castas mais sensíveis de uvas regionais como a Roriz.


Uma lástima para os produtores da região e nos apreciadores de vinhos, daquela que é uma região tombada pela ONU como patrimônio da humanidade. E o Douro continuará a contabilizar estragos nas parreiras até o final do ano, mas já com o conhecimento que esta é uma das piores safras da década.


Mas, e sempre existe um “mas”, em qualquer notícia. Dizem os especialistas Portugueses que poderia haver um acréscimo da qualidade na produção remanescente. A razão seria que as parreiras alimentariam apenas alguns cachos maduros, ao invés de uma grande quantidade, o que favoreceria a uma melhor colheita final, ou seja, pequena, mas com capacidade para produzir vinhos de alto padrão. De qualquer modo, é esperar para ver, e torcer pelo melhor

Fonte:
AEVP - Associação das Empresas de Vinho do Porto 
ADVID - Associação de Desenvolvimento da Viticultura Duriense
.