Vinho do Espaço


Não é título de filme de ficção infelizmente. Pois bons filmes desta categoria estão difíceis de achar. Mas por outro, a boa notícia é que trata-se de um curioso vinho chileno. A história é simples, um meteorito caiu na terra há quatro milhões de anos, e um cientista amante do vinho teve a esplendida ideia de usar o pedaço de rocha espacial na produção de garrafas de Cabernet Sauvignon. Seria sorte nossa.. Ou não, como dizia Caetano?


escocês Ian Hutcheon, diretor do Centro Astronômico Tagua Tagua, do Chile, envelheceu um Cabernet Sauvignon com um meteorito de quatro milhões de anos para criar movimento ao redor do Centro. O resultado foi um vinho encorpado, intenso, e segundo especialistas, melhor que os tradicionais. Assim nasceu o Meteorito, de um show de marketing.



A vinícola Tremonte, responsável pelo vinho, devido à repercussão irá produzir em reduzida escala esta iguaria meteórica para os mercados Brasileiro e Norte Americano, que são os principais compradores de vinhos daquele país. Mas não esperem este vinho em todas as praças: a prioridade por aqui serão os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Fica a dúvida se esta iguaria é boa ou ruim para a saúde, e se vai inaugurar novas modas ou não na vinicultura. No entanto, é sabido que meteoros são compostos de diversos compostos orgânicos e inorgânicos, e que ninguém achou até agora nada "vivo" dentro deles... Então esperamos que este varietal não cause "rebordosas" interestelares nos seus apreciadores. Permanece a dúvida? Bem, mesmo com a precaução eu provaria, e você?

.